Na hora do jantar, lembre-se de que menos é mais

Se você gosta de caprichar no jantar, cuidado! Nesse horário, o metabolismo começa a desacelerar e qualquer excesso se acumula na forma de gordura.

Você conhece o ditado popular que diz: tomar café como um rei, almoçar como um príncipe e jantar como um mendigo? Pois é, não é que ele carrega um bocado de sabedoria? Explica-se: durante o sono o metabolismo fica mais lento, tornando a digestão mais difícil. Some-se a isso o fato de que ele também desacelera com a idade e o estrago está feito. Isso não quer dizer que você deve eliminar o jantar do cardápio ou tomar apenas um chazinho com bolacha para tapear a fome. O segredo é escolher um cardápio inteligente que privilegie alimentos ricos em proteínas e pobres em carboidratos refinados.

 Segundo os especialistas, quanto mais cedo for o jantar melhor. Pesquisas sugerem que se alimentar nos momentos de maior atividade e dar uma pausa para o sistema digestivo ajuda na manutenção do peso e no bom funcionamento do organismo.

 Veja a seguir como montar um cardápio completo sem correr o risco de engordar:

Tim, tim: você gosta de beber? Não tem problema desde que seja com moderação. Uma pesquisa divulgada durante o congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia, em Barcelona, na Espanha, confirmou que um copo de vinho por dia é capaz de proteger o organismo contra doenças cardíacas. O estudo avaliou homens e mulheres que deveriam consumir a bebida moderadamente durante um ano (300ml ou dois copos pequenos, para eles, 200ml, elas) de Pinot Noir (tinto) ou de Chardonnay (branco). O resultado reforça pesquisas anteriores que relacionavam os benefícios do vinho às suas propriedades antioxidantes. Mas, atenção, apenas os participantes do estudo que faziam algum tipo de exercício foram beneficiados com índices melhores de proteção.

Tudo verde: uma salada de folhas sempre cai bem. Iniciar a refeição com esses alimentos aumenta a sensação de saciedade e, consequentemente, a necessidade de comer muito, e ainda ajuda o bom funcionamento do intestino graças às fibras presentes nos vegetais. Tempere com azeite e um pouco de limão e sal.

Proteínas magras são sempre bem-vindas: peito de frango, de peru ou atum são nutritivos, saborosos e pouco calóricos. Some-se a isso o fato de que são ricos numa substância conhecida como triptofano, substância responsável pelo aumento da serotonina, neurotransmissor que ajuda a regular o sono, no nosso organismo.

E a sobremesa também: aproveite os dias de calor para encerrar a refeição com um sorbet: esse tipo de sorvete preparado apenas com frutas e água mata a vontade de comer doce sem somar calorias a mais. Por exemplo, sorbet de papaia com umas gotas de suco de limão ou de polpa de maracujá com banana nanica ficam uma delícia. Coloque em taças bonitas e decore com folhinhas de menta. Para arrematar, feche o jantar com um chá calmante como o de camomila ou de erva-cidreira.

Esse artigo foi criado pela equipe do Fifties+ e publicado originalmente no site Senior Social Senior Social

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *