Beleza depois dos 50

Atenção: o que ficava bem em você aos 20 anos pode não funcionar mais no seu momento atual.

Com base nessa ideia, os experts revelam o que não cai bem para a mulher madura e dão dicas preciosas para você levantar o visual e desfilar por aí orgulhosa da sua nova idade.

Franja retinha

Lembra daquela franja geométrica, bem retinha e na altura da sobrancelha? Ela é vetada pela maioria dos profissionais. “A franja do tipo colegial dá um ar de infantilidade, por isso só vale para adolescentes e jovens”, comenta o hairstylist Eron Araújo, proprietário do Creative Salon, em São Paulo. Quem tem testa alta e precisa de uma franja, pode adotar outros estilos. “Ela deve ser leve, desfiada e não muito curta. Dê preferência para as cortadas na diagonal”, aconselha.

Fios muito escuros

“Deixa o visual pesado e envelhece”, alerta Eron. “Como a pele perde o viço com o tempo, cores muito escuras não caem bem, pois geram um contraste excessivo”. Segundo o especialista, quem tem cabelo preto, deve diminuir um tom. “E também não precisa adotar o contrário e ficar loira. O melhor é apostar nos tons marrons como cobre e avelã”, indica.

Maquiagem pesada

Algumas mulheres ainda acreditam que quanto mais grossa a base melhor ela será para disfarçar as rugas. “Esse é um erro muito comum”, alerta a consultora. “Quanto mais velha você for, mais natural deve ser o make.” Hoje, existem bases bem fininhas com uma boa cobertura para o dia a dia. A noite, dá para usar produtos mais consistentes, mas sempre com cuidado. Lembre-se: menos é mais. Também evite usar cores cintilantes nos olhos, já que o brilho acentua as linhas da pálpebra. Para evitar que o batom entre nas linhas ao redor dos lábios, o melhor é fazer o contorno com um lápis mais seco e só depois usar o batom.

Exposição excessiva do corpo

Minissaia, alça fininha e decotes até o umbigo devem ocupar pouco ou nenhum espaço no guarda-roupa da mulher madura. “Hoje, as mulheres com mais de 50 anos estão super bonitas e se cuidam muito”, explica a consultora de imagem Silvana Bianchini, de São Paulo. “Mesmo assim, exagerar na exposição do corpo pode causar um certo estranhamento pois existe uma discrepância entre uma roupa muito jovem com um rosto nem tanto assim.”  Segundo a especialista, as mulheres de pernas bonitas podem ousar com uma saia quatro dedos acima do joelho. Já as alcinhas devem ser um pouco mais largas que as fininhas. Mas não precisa exagerar na dose: aquela regata de decote redondo quase no pescoço vai deixar você com a cara da sua bisavó. Como tudo na vida, o equilíbrio é o melhor conselheiro sempre.

Adotar o visual da moda

Para atualizar o visual, o interessante é usar peças mais clássicas ou mais atemporais e brincar com apenas alguns elementos da moda. Se curtir o estilo folker, por exemplo, adote apenas a bolsa de franjas ou um colar étnico. Um estilo temático demais também pode ser um risco para as mulheres maduras”, acredita a consultora. “Não dá para se vestir no estilo hippie-chique dos pés a cabeça, isso só cai bem em jovens e mesmo assim pode virar uma fantasia!” Uma bela bata de cores fortes sobre um look mais neutro faz bonito em qualquer ocasião. Acessórios chamativos,  lenços e turbantes também são bem-vindos desde que componham um look equilibrado e elegante.

Esse artigo foi criado pela equipe do Fifties+ e publicado originalmente no site Senior Social 

Senior Social

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *