Este artigo é parte do Clube dos Escritores amor nos tempos do instagram - bettina lenci - fifties mais

O Amor nos Tempos do Instagram

Essa crônica não gira em torno de um casal, amor ou sexo. Gira em torno de uma  relação “instagranizada” “facebokizada” “whatsappizada”. Ilustra uma relação liquefeita através das redes sociais.

São dois personagens que transam sob o vago “não sei”.

M. é um explorador de regiões ermas. Das trilhas montanhosas, lá onde o oxigênio falta,  envia fotos e textos  indecifráveis para B.:  apaixonado, perdido, solitário, poeta e amigo.

Textos de conteúdos profundos como as gargantas dos desfiladeiros e mestres espirituais que vai encontrando ao longo do caminho. B. devolve com frases curtas, amorosas, piadas, emojis e informações em morse como manda a etiqueta da comunicação eletrônica.

Quando M. retorna, ela se apercebe que a história não é a mesma que indicavam os envios de tão longe: nem amigo, nem apaixonado, solitário ou poeta.

71f09b30c1c3333005e381e65a0a51e9

 

 

 

 

 

Um dia, a título de despedida, deitam-se mais uma vez.

Ele veste sua bermuda, ela seu training, se beijam na face, declaram mutuamente que foi muito bom e concluem que ambos se encontraram no mesmo momento de vida: refletindo sobre ela!

Algo como tomar uma vitamina. M. e B. enfiam seus celulares no bolso e se despedem como amigos para sempre.

A  tradução de sentimentos em códigos eletrônicos e palavras cifradas é incapaz de qualificar um desejo por inteiro.

 

Bettina LenciBETTINA LENCI – Nasci em 1945. 45 foi o número título do meu livro lançado em 2006. Nas vozes de 4 mulheres, intimamente ligadas à minha visão de mundo, o livro narra a trajetória de uma imigração. Como filha de imigrantes, judia e alemã, não tenho como fugir da minha formação e cultura, base dos meus pensamentos. Realizei-me tendo como início profissional a história da arte e a fotografia. As moiras, contudo, teceram meu destino para que me especializasse em ser empresária. Porém, sou uma empresária que descobriu que lendo e escrevendo é possível criar um mundo individualizado. Um mundo com um olhar agudo sobre o cotidiano de todos nós. 

Os textos do blog www.legadovivo.com nascem depois de 60 anos de peregrinação em busca de marcos significativos à beira da estrada. Os caminhos indicavam trilhas a seguir, mas, como se crianças levadas tivessem virado as setas para o lado contrário, bati em terras movediças. Consegui desvirar a seta ao descobrir-me pronta para que os textos fossem rejeitados publicamente.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *