Campeão no ranking do sexo - c9reis - sexo e relacionamentos - fifties mais

Campeão no ranking do sexo

Que a gente tem sangue quente, isso não é novidade, mas o que surpreende são os números: aqui, se faz sexo 145 vezes por ano, segundo lugar depois do gregos com uma média de 164; a relação dura cerca de 21 minutos, tempo superado apenas pelos nigerianos que atingem os 24; três vezes por semana é a frequência — considerada bem alta — verificada nas pesquisas.

O melhor, na verdade, vem nos parágrafos seguintes, quando a autora de “Por que Homens e Mulheres Traem (ed. BestBolso) contrapõe esses e outras vantagens do brasileiro à realidade que ela vivencia na prática. “O que tenho encontrado nas minhas pesquisas é uma enorme insatisfação sexual”, diz ela.

Peço licença à Mirian pra reproduzir algumas das queixas a que ela se refere. Falta desejo, falta prazer, falta intimidade; uma enorme insegurança com o próprio corpo; dificuldades de atingir o orgasmo — quase sempre fingido –; dores na penetração… E por aí vai.

O pior é que essa lenda da superpotência sexual acaba gerando em gente normal uma infinidade de complexos, pois estabelece um padrão irreal com que ninguém (ou poucos) se identifica.

Está na hora de jogar fora mais esse mito tupiniquim e investir numa vida sexual melhor, mais livre, mais plena dentro do que é bom pra cada um de nós.

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/miriangoldenberg/2013/07/1311600-campeao-do-sexo.shtml

3 comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *