Como anda o seu sono?

Seja qual for a idade, dormir é essencial para a restauração e a manutenção de diversas funções físicas e mentais.

Hoje muito se fala sobre a importância da atividade física e da boa alimentação para garantir um envelhecimento saudável. Porém, existe ainda um terceiro fator muito importante para manter o corpo funcionando direitinho: o sono. “Ter uma boa noite de sono é importante para a restauração e a manutenção de diversas funções físicas e mentais, como a concentração, a memória, e o raciocínio, além da cardiovascular e da metabólica”, explica Lia Bittencourt, especialista em medicina do sono e diretora clínica do Instituto do Sono, em São Paulo.  “O humor e imunidade também saem ganhando. “

Segundo a especialista, por conta da diminuição da capacidade de se manter dormindo, do estresse e de alterações hormonais (menopausa e andropausa), a insônia torna-se uma constante a medida que envelhecemos. Outro distúrbio associado ao avanço da idade é a apneia do sono, provocada pelo aumento de peso, pelo sedentarismo, pela queda hormonal e por hábitos nocivos como beber e fumar em excesso. Nesses casos, é recomendado procurar um especialista e evitar a automedicação. É importante também cultivar bons hábitos de sono, como os listados abaixo:

Um horário regular de sono é importante: ter horários regulares para dormir e para despertar ajuda a manter o funcionamento do ciclo circadiano, responsável por regular o nosso relógio biológico. A média é de 8 horas por noite, mas ela pode variar de pessoa para a pessoa. Tente resistir àquela soneca no meio da tarde, pois ela pode influenciar no sono à noite. Se for necessário, um cochilo de 20 minutos pode ser o suficiente para repor as energias.

Sem TV, nem Internet: “evite estímulos excessivos no horário de dormir ou na cama”, alerta a especialista. Pelo menos meia hora antes de deitar, desligue a TV, evite navegar pela internet tanto no celular quanto no computador. A luz artificial de um despertador também pode atrapalhar o sono.

Tenha uma rotina saudável: a prática constante de atividades físicas associada a uma alimentação saudável é um fator essencial para uma vida mais equilibrada. Movimentar-se libera o hormônio endorfina, que provoca a sensação de bem-estar. Um estudo da Universidade da Georgia, nos Estados Unidos, aponta que atividades físicas regulares aumentam o nível de energia em 20%. À noite, quando a hora de dormir se aproximar, prefira alimentos mais leves, evitando álcool e café.

Evite levar problemas para a cama: se alguma questão o preocupa, pratique alongamento e exercícios de respiração para relaxar. A ioga e a meditação são bastante indicadas nesses casos. E lembre-se de que não existe nada como um dia após o outro com uma boa noite de sono no meio.

Esse artigo foi criado pela equipe do Fifties+ e publicado originalmente no site Senior Social 

Senior Social

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *