Este artigo é parte do Clube dos Escritores

Menina má,
por Sylvia Loeb

Sentada diante do computador, a cabeça inclinada, coçou debaixo do braço. Preciso depilar,…dói muito…olhou as pernas, passou a mão pra sentir  se os pelos estavam espetando, as unhas dos pés pintadas de vermelho, ainda estão boas, as da mão…uma lascada, afe!

Entrou no Face, olhou sem ver as mensagens, lindo, adorei! beijinhos, hahahah, muitos corações coloridos, bonequinhos pulando, suspirou, que chatice…. Resolveu pensar, preciso pensar, ficou quieta, inclinou a cabeça novamente esperando algum pensamento, ufa! Levantou dali, bufou, que saco! Aumentou o som do Spotify, começou a dançar, animou-se, uma música é sempre show, colocou a Anitta, pode sonhar, sou uma menina má, se olhava no espelho, gostava do que via, precisava emagrecer um pouco, a celulite das coxas, sou uma menina má, agora eu vou me vingar, hum, hum, hum, menina má, eu vou provocar, vou descer, ficou de costas para o espelho, arrebitou o traseiro como a Anitta, rebolou pra cá e pra lá, faltava ritmo, preciso treinar mais e parar de comer leite condensado gelado com colher. Saco! Foi até a cozinha, abriu a geladeira, pegou a lata de leite condensado, uma colher de sobremesa, só uma, prometo. Sentou, não gostava de comer em pé. Com as costas bem retinhas, concentrada no doce denso que entrava pela boca e descia devagar. Fechou os olhos, gemeu. Relaxou as costas, só mais uma. Já sabia, promessa quebrada. Esperava o arrepio para largar a lata, quase vazia. Culpa, arrependimento, mau humor, foi tomar água, jogou o lata melada no lixo. Desligou a Annita no meio da frase rebolo, te olho, acho graça em ver você babar… Tomou mais água. Entrou no Face, encontrou uma mulher que era psicóloga, mandou uma mensagem: você pode falar? A mulher não respondeu. Saco! Saiu do face.  Foi tomar banho, raspou debaixo dos braços, agora sim é que vai coçar mais. Voltou pro Face, a psicóloga, nada. Tava na hora da novela. Distraída, não prestou atenção. Foi pra cozinha, estava sem fome, enjoada, voltou pro Face, a psicóloga respondeu, posso sim. Aí ela resolveu não responder, sou uma menina má, agora não vou responder, sou uma menina má, mm, mmmm…. Experimentou uma sandália bem alta, uma saia justa que não fechou na cintura, um soluço, dois, três seguidos, foi tomar água girando e olhando pro fundo do copo, dizem que é bom pra soluço. Escreveu para a psicóloga: você pode falar? A psicóloga respondeu: posso sim, sobre o que você quer falar? agora estou sem assunto rsrsrsr…

______________________________________________________________________________

SYLVIA LOEB – É psicanalista e escritora. Visite seu site, acesse sua página no Facebook ou escreva para o email [email protected]!

2 comments

  1. Sylvia me transportou ao quarto dessa adolescente, será que ela se sentiu espiada? Relato vívido, incorporou a personagem e nos fez sentir com ela

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *