Este artigo é parte do Clube dos Escritores

Minhas moléculas,
por Sylvia Loeb

 

 

 

Meu corpo tem 7 octilhões de átomos, 10 trilhões de células, 86 bilhões de neurônios. Cada um deles está ligado a 10.000 outros, portanto sou capaz de receber 1 quatrilhão de informações ! E acredite, cada neurônio tira uma conclusão que é comunicada a milhares de outras células, que ficam informadas de tudo o que acontece no meu corpo.

Tudo começou há 4,6 bilhões de anos, mas eu ainda não existia. Passei a ter existência há 570 milhões de anos porque, a partir daí, adquiri a capacidade de auto multiplicação. Até então estava à deriva, como a alma que ainda não foi engendrada.

Nasci no  fundo dos mares, em águas ricas em gás sulfídrico, aquecidas pela lava dos vulcões. Sobrevivi graças ao alimento produzido por bactérias e assim pude me multiplicar ao infinito.
Igualzinho ao leite materno que protege o nenê de doenças e infecções, estas águas protegeram minhas moléculas de todas as intempéries.

Possuo 17 moléculas que se encontram espalhadas pela natureza, pela crosta terrestre, no fundo dos mares: potássio, sódio, flúor, cobre, selênio, manganês, zinco, molibdênio, iodo, fósforo, cromo, oxigênio, hidrogênio, nitrogênio, cobalto.
E ainda ferro, encontrado no interior das estrelas e em meteoritos, onde moram os anjos; e o enxofre, onde se esconde o diabo.

Sou um ser de oxigênio, de ar, de água, de minerais, de estrelas, de meteoros, dos anjos e do diabo.
Meu corpo é uma imensa usina de produção ininterrupta.
Não tenho medo de morrer, pois estou submetida, em tempo integral,  a um processo de degradação e restauração que constitui a base da vida.

Sou imortal, sou natureza, sou o princípio da vida.
Sou anjo e sou o diabo também.

 

__________________________________________________________________________________________

SYLVIA LOEB – É psicanalista e escritora. Visite seu site, acesse sua página no Facebook ou escreva para o email [email protected]!

 

 

5 comments

  1. Sylvia!!! De onde a escritora tira essas “coisas” que a gente lê em Minhas Moléculas? Ando abismada com a nova série que você vem compondo! Novo livro único.

    1. Eliane, que bom que tenho uma leitora como você!
      Sei lá de onde a gente tira estas coisas. Você sabe de onde tira as suas?
      É sempre um mistério, não? Parece que a psicanálise tem razão quando fala do Inconsciente.
      Hehehe !

    2. Eliane, que bom que tenho uma leitora como você!
      Sei lá de onde a gente tira estas coisas. Você sabe de onde tira as suas?
      É sempre um mistério, não? Parece que a psicanálise tem razão quando fala do Inconsciente.
      Hehehe !

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *