Este artigo é parte do Clube dos Escritores

Mistérios de acalentar minha mãe Mariinha


 

 

Publicado por Rubens Jardim, na 76ª POSTAGEM DA SÉRIE AS MULHERES POETAS, junho de 2016 (aqui)

_ Senhora dona Sancha

coberta de ouro e prata

na infância da língua

eras uma rainha



_ Que anjos me rodam?


Ando velha e medrosa

não mais toco o piano

sinfonias não componho


_ Senhora dona Sancha,

silhuetas, sombras

vestidas de branco

guardiões de vossos sonhos,

dispensamos ouro e prata

mal nunca vos faremos


_ Estou velha

bem velhinha

tenho medo de morrer

 

_ Medo? Pois pois,

por que medo?

por que medo?


Se no vosso coração

canta uma menina

com quem brincamos de roda?


Dona Sancha

nossa senhora,

vos espantastes a morte

como se espanta galinhas,

shô morte, shô



_ É verdade, é verdade,

shô morte, shô


Para os prados partirei

cavalgando meu cavalo


Sobre a cama da fazenda

me aguarda o vestido

feito na minha medida

 

Anjos meus por onde andais?

 

Senti algum calafrio


_ Sombras vestidas de branco

somos a infância da língua

somos vossos guardiões

Vosso medo espantamos

com histórias que contamos


_ Anjos, brancas silhuetas

segurem a minha mão

e dormirei sossegada

para acordar na fazenda

onde me aguarda azul

o vestido, nos braços

de meu namorado


Segurem a minha mão

como minha mãe segurava

quando eu ia ao dentista


Shô, morte shô

montada no meu cavalo

espanto muitas galinhas

 

__________________________________________________________________________________________

ELIANE ACCIOLY – É psicanalista e artista. “Aprendiz. Vivo os intervalos. Viver é surpreendente. Em certa pequena medida criamos nossas vidas. Não posso mudar o mundo, mas parcelas da vida e do mundo sim.”

 

One comment

  1. Na infância da língua, eras rainha, rodeada de anjos brancos. Na infância da lingua os guardiões protegem a menina, que pode cavalgar no seu cavalo para encontar o namorado. Que lindo modo de nos contar a morte, o encontro da velha com a menina, na infância da lingua, na beleza da linguagem.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *