O Clube dos Escritores Maiores de 50: por que você escreve?

Uma amiga certa vez me disse que escrevia para não morrer. Nunca mais esqueci. E sempre achei que essa era uma boa razão para justificar o prazer que a gente sente quando conquista a tela branca!

Clube dos Escritores Maiores de 50 nasceu há dois anos, por inspiração de Sylvia Loeb e Sergio Zlotnic:“estamos órfãos de espaços em branco! Temos que criar alternativas para quem, como nós curte escrever, mas anda achando que existem outros jeitos de encontrar leitores no mundo do que livros impressos.”

E nós, do FiftiesMais, embarcamos na ideia.

Mais do que um espaço de experimentação, no entanto, o clube é um espaço de troca, os comentários de uns alimentam a fantasia e estimulam novas aventuras, encontros presenciais ajudam a promover o clima de sarau. Participar do clube, além de uma oportunidade de divulgação do seu trabalho como escritor, é uma diversão.

E nós, do FiftiesMais, embarcamos na ideia. Hoje comemoramos o lançamento do ebook de Eder Quintão, Segredos e Sussurros. Eder é um dos escritores do clube, esta é sua primeira incursão literária. Logo aí embaixo você encontra o link para baixar o livro e se deliciar com os contos, crônicas e poesias reunidos em uma ‘conversa fiada’ que vai se criando e recriando sem tempo e sem pressa, como na mesa de um bar imaginário.

O livro sai pelo selo do Clube dos Escritores, fruto de uma parceria entre o FiftiesMais e a editora e-galaxia.

Se, assim como nós, você gosta de escrever, venha fazer parte do Clube dos Escritores Maiores de 50 do Fifties. Mande seu email para [email protected]

Sinopse

Esta é a primeira incursão literária de Eder Quintão. São contos, crônicas e poesias reunidos em uma ‘conversa fiada’ que vai se criando e recriando sem tempo e sem pressa, como na mesa de um bar imaginário. Ao redor dessas personagens da imaginação, o mundo é visto nas suas andanças e nos seus mistérios cotidianos. Os contos são histórias sem qualquer respaldo em fatos ocorridos: são realidades apenas da imaginação. As crônicas são fantasias sobre reminiscências ao longo da vida: algumas ocorreram numa cidade fluminense, nisto apenas emulando Machado de Assis que também colocou na fluminense Itaguaí seu imaginoso hospício. Quanto às poesias, ora, estas são humildes jogos de palavras, e seu valor, as emoções que provocarem. São sensações com rimas apenas para lhes conferir musicalidade, enquanto a qualidade fica à mercê do leitor. Rimas conferem um canto – espécie de moldura das frases – enquanto a emoção do poema pode dispensá-las pela sutileza das ideias, pela lógica e o irreparável sentimento de que todo o texto é insubstituível. Quem não sonharia em poetizar como Machado de Assis em sua dedicatória a Carolina unindo perfeição de adjetivos, música da rima e comoções pungentes?

Você pode encontrar o livro digital nas melhores livrarias ou aqui!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *