casamento dos sonhos - sylvia loeb - fifties mais

Casamento dos Sonhos

 

Querida Sylvia,
Tenho 35 anos e sou casada há dez com um homem maravilhoso. Bom marido, bom pai, bem sucedido, charmoso, imagino que minhas amigas adorariam tê-lo como marido. Eu me cuido muito para ficar à altura dele, além de ser boa mãe, dona de casa exemplar, enfim, tudo o que nós dois sonhamos. Ele sempre foi o centro de minha vida, e nossa família orbita em torno dele. Acontece que ele não me procura mais. No começo de nosso casamento não era assim. Agora fazemos amor uma vez por mês, a cada quarenta dias, se tanto, por insistência minha. Seguramente não tem outra mulher, sempre que telefono ele está onde diz que estaria. Tento seduzi-lo de todos os modos, roupas provocantes, indiretas, ele diz que está cansado, diz que me ama, para eu deixar de bobagem. Não sei mais o que fazer.
Karina

casal descontente na cama

Karina,
Talvez a chave do desinteresse de seu marido esteja onde você afirma: “ele sempre foi o centro de minha vida”. Ok, posso imaginar que seu marido goste de ser amado e admirado, mas tornar-se o centro da vida de sua mulher pode resultar muito pesado, não acha? Além de desinteressante, não?

O que você tem para trocar com ele, além do olhar amoroso que lhe dirige, além dos filhos que cuida bem, além da casa exemplar? É esse o universo de assuntos que compartilha com ele?

Muitas mulheres se colocam como objeto de desejo dos homens, desejando ser desejadas, e constroem seu universo em torno dessa meta: ser o centro das atenções do homem com quem vivem, esquecendo-se de que o mundo é bem maior do que esta cena imaginária.

Amor, assunto da maior importância, enreda homens e mulheres em suas tramas, porém no entretempo, enquanto não estamos focados em nosso objeto sexual, talvez pudéssemos nos interessar por outras coisas do mundo, tão rico em possibilidades. Política, literatura, arte, música, filosofia, culinária, saúde, natureza, história, geografia, futebol, a fome no mundo, a questão dos refugiados, a imprensa, a psicanálise, a censura, guerras, cinema, biologia, poesia, enfim, assuntos não faltam se abrirmos os olhos e olharmos para fora, além dos muros de nossa casa, além dos olhares de seu marido.

Provavelmente seu homem vive neste mundo extra muros e talvez gostasse de encontrá-la lá, onde você não está.

Garantia de que o desejo dele por você volte?
Nenhuma.

Mas com certeza sua vida ficará mais interessante, mais rica, diversificada, divertida. Seguramente terá mais assunto sobre o que conversar, seja com ele, seja com outras pessoas.

Para terminar: você não fala do seu desejo, apena conta do desejo arrefecido de seu marido.
Você ainda tem desejo por ele?

 

Sylvia Loeb, psicanalista, escritoraSylvia Loeb é psicanalista e escritora. Visite seu site em sylvialoeb.wordpress.com , acesse sua página no Facebook: @SylviaLoeb ou escreva para o email [email protected]

One comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *