uma mulher outra mulher - Sylvia Loeb - Sylvia Loeb responde - fifties mais

Uma mulher,
outra mulher

Uma mulher

Nasceu sob Touro com ascendência do mesmo signo, os pés fincados na terra. Jamais se adaptou a mudanças, precisando de um tempo imenso para digerir e absorver novos conceitos, a ponto de lhe atribuírem fama de pouco inteligente. Teimosa, não se deixa persuadir por nada nem ninguém, principalmente depois de ter tomado qualquer decisão.

Orgulha-se dessas características, é seu passaporte para o mundo. Sente-se rainha, capaz de construir um império.  Mas tem certeza de que os outros não a apreciam ou a valorizam devidamente, pois até então não havia tido sucesso profissional.

Seu atual chefe,  presidente de uma grande multinacional, pareceu dar-lhe reconhecimento. A teimosia foi confundida com determinação; a demora em absorver novas ideias, com um tipo de inteligência que preza conceitos estabelecidos; a rispidez, com capacidade de comando e eficiência. Essas qualidades, pensou o chefe, fariam dela a candidata ideal para ocupar o mais alto posto da companhia, quando de seu afastamento. Com a vantagem de saber que continuaria no comando, pois a candidata lhe deveria gratidão.

Assim se fez.

Na primeira gestão tudo correu como imaginado; a ex-candidata,  agora chefe, deu os rapapés devidos ao patrono.

Na segunda, mostrou ao que viera: construir um império a seu gosto e medida. Suas características taurinas sobressaíram, e ela pôde edificar, com determinação, o que imaginava sua grande obra.

O império ruiu, o patrono foi desmoralizado, ela, exonerada.

Seu sonho esfacelou-se, mas continua persuadida de que um dia voltará a reinar, pois a história lhe fará justiça.

Outra mulher

Nasci sob o signo de Touro, com ascendência em Touro. Isso faria de mim uma taurina pura, mas  sofri uma modificação no meu DNA astrológico.

Sempre me senti amedrontada diante de desafios,  insegura quanto ao desempenho profissional, uma fraude, em suma.

Sou teimosa, tenho dificuldade em absorver novas ideias e conceitos. Todas essas deficiências – eu as conheço muito bem -, me impossibilitam de assumir um emprego ou trabalho mais diferenciado. Escondo minhas fragilidades atrás de uma fachada de mulher forte, impávida, corajosa. Por isso sinto uma angústia colossal. Gostaria de poder ser quem sou, parar de fingir o tempo todo, sem coragem, no entanto, para quebrar a máscara que me protege.

Fui guindada à posição de chefia por um patrão que se encantou com minhas aparentes qualidades. Fiquei em pânico, mas consegui me sair bem no início, meu chefe me monitorava de perto.

Quando adquiri confiança, cometi um imenso erro. Achei que daria conta sozinha, avaliei mal o tamanho do projeto. As estruturas começaram a balançar. A angústia subiu a níveis estratosféricos, fiquei gravemente enferma, mas tive que voltar rapidamente ao trabalho; a urgência, meu senso de dever e gratidão me obrigavam.

Acho que fiquei louca nesse período, muito louca. Vesti uma máscara ferrenha para esconder minhas incapacidades. Passei a dar palpite em todos os departamentos, não delegava mais nada, ensandeci. Nunca tive fluência verbal,  a dificuldade piorou muito, as ideias se embaralhavam, as frases saíam desconexas.

De tanta angústia não respirava, o fantasma da depressão me rondando, resistente à imensa quantidade de ansiolíticos e antidepressivos que consumia.

Minha mãe me aconselhou a desistir, minha filha me implorou, mas eu não podia, não suportaria tamanha humilhação.

O balanço da companhia foi catastrófico, fui exonerada.

A angústia e a depressão cederam lugar a um alívio imensurável, mas a humilhação, grande demais, eu sabia…

Quero ser esquecida, voltar para a família, juntar os cacos.

Fui usada, fingi ser o que jamais fui, imaginei que conseguisse superar meus medos, mas infelizmente foi impossível, a expectativa era demasiada.

Quebrei.

Alívio, alívio, muita dor, muita humilhação.

 

 

Sylvia Loeb é psicanalista e escritora. Visite seu site em sylvialoeb.wordpress.com , acesse sua página no Facebook: SylviaLoeb_escritora ou escreva para o email sylvia.loeb@gmail.comSylvia Loeb é psicanalista e escritora. Visite seu site em sylvialoeb.wordpress.com, acesse sua página no Facebook SylviaLoeb_escritora ou escreva para o e-mail [email protected]

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *