Eliane Accioly Elogio do Viajante Clube dos escritores 50+

Elogio ao viajante
Eliane Accioly

Conheces um pouquinho minha costa,
adivinhas
os continentes que me formam,
os povos que sou,
as línguas que falo,
os livros que li e leio.

Não me apresses.
Me aproximo devagar,
Brisa após a calmaria.

Cada milímetro explorado,
Teus instrumentos.
Precisos,
delicados:

dedos
mãos
lábios
mordiscos
teu corpo inteiro
procura o meu

Me assusta encontrar na tua boca
céu
sol
praias
oceano
enseada
mar

Estar contigo não é natural
Se minha natureza humana é construída.

Na tua língua descubro
a graça
as salinas
e reentrâncias do meu corpo

Tanto pode ser a chegada,
Como a estreia antes da partida

5 comments

  1. Eliane querida, que coisa mais linda, mais sensual, quanta beleza em tempos sombrios!
    Vejo a costa, os continentes, a brisa, o oceano, o céu, o sol, as praias, as enseadas, os povos e suas línguas e seus livros.
    Que viagem!
    Obrigada amiga, por tanta beleza, por tanta vida.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *