Este artigo é parte do Clube dos Escritores Clube dos Escritores 50+ Fiat Lux Clemari Marques Photo by Brett Sayles

Fiat,
por Clemari Marques

De repente, quando chegou ao lugar pré-determinado, no dia exatamente certo, na hora exata, Deus percebeu que havia se esquecido de todo o material necessário para criar o mundo.

– E agora?- pensou o Todo Poderoso

Seria sua única chance de criar sua grande obra-prima… Mas…

Sem a luz e o calor

Sem os componentes da grande explosão inicial, como fazer?

Sem o impulso para o primeiro pulsar

Sem as cores , sabores, nem sons

Sem o envolvimento do movimento

Sem o afeto nem o feto, como fazer?

Sem o desejo, do primeiro beijo

Sem a pele nem a carne

Sem o toque e o prazer, como fazer?

Sem o sangue quente derramado

Sem os dentes, nem a língua

Sem o gosto nem o desgosto, como fazer?

Sem as asas, sem o sonho

Sem a fantasia, como fazer?

Sem o arco nem a flecha

Sem o ventre nem a espada

Sem a semente nem a terra, como fazer?

– Não dá! Vociferou o Todo Poderoso.

– O que fazer com essa imensidão sem o material necessário?

– Que vacilo…

– Terei que voltar outro dia.

Fechou a mala vazia. E com uma eterna, infinita, incomensurável, onipresente e onisciente frustração, voltou ao nada.

E nada se fez…

Será?

Circulou um boato que, em um cantinho escondido na imensidão, o Diabo esperava, com a mala cheia de material…

2 comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *