Este artigo é parte do Clube dos Escritores Blog Clube dos Escritores 50+ Carlos de Castro Gaia

convocando as águias para um canto de amor à Gaia, de Carlos de Castro

Águia, águia

Passeias na luz

Amarela da manhã

Planas na poeira do ar

Águia

Caia!

Agulhes teu mergulho atonal

Rompe a força bruta do vento

Solta teu grito de vida e morte

Águia maia

Cumpre tua condição

Dá sobrevida a teus filhos e a ti

Desnuda a face de tua mãe: Gaia

Gaia!

Fonte saborosa de energia

O calor das entranhas é só teu

Tens o universo em teu ventre

Gaia, aia

Resista à exploração de tuas terras,

À invasão de teus ares, teus mares,

Revela teu poder

E a loucura de quem despreza tua luz

Gaia amada

Ensina ao homem seus limites

Mostra a ele teu semblante, teu brilhante

Protege teus amores, tuas criaturas,

Tuas águias, águias!

5 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.