Este artigo é parte do Clube dos Escritores Clube dos Escritores 50+ Eliane Accioly Poema inútil

Poema inútil,
por Eliane Accioly

Ser poeta é enlouquecer mais um pouco,
é enxergar nas ruas o rastro branco e preto dos automóveis,
alheio à dança dos pedestres,
é desenhar a elegância trôpega do mendigo,
em seu desamparo e sua solidão,
é doer pelo que não posso mudar,
é criar parcelas de mundo.
Ah, ser poeta é tragédia tragicômica porque preciso rir, principalmente de mim,
é não ter o cabelo penteado
e andar vez por outra, descalça,
na Avenida Paulista.
Ser poeta é escrever por eleger um destino e quem sabe? Também ser escolhida?
Não preciso de partido político para pertencer à resistência, porque o poeta não é doutrinável,
ser poeta é descobrir que a poesia é política ética e feroz,
é ter no coração uma biga,
pois, ser poeta é pertencer a legiões rebeldes,
sabendo-se minoria absoluta.

5 comments

  1. Nossa! Uma definição abrangente de poeta. Esse ser incongruente, mas ético ao ser humano. Belo poema que nos incita a querer ser poeta. Talvez seja essa a missão da poesia: transformar-nos todos em poetas.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *