Este artigo é parte do Clube dos Escritores Blog Clube dos Escritores 50 mais Eder Quintão Santos sem altares

Santos sem altares,
por Eder Quintão

Galileu Galilei disse o óbvio
Contrário àquela santidade
Suscitou reprovação e ódio
Um subversivo de verdade

Fez Jenner vacina atilada
Para ter varíola liquidada
Ao tempo de Torquemada
Seria sua alma queimada

Escapando de serem incinerados
Como Giordano Bruno no passado
De Copérnico e Kepler iluminados
Fomos até Newton transportados

Achando o mundo de bactéria
Tornou-se insensata a matéria
Daquela espontânea geração
Para Pasteur plena tapeação

Seríamos só medievais antiquados
Mas Lineu, Darwin, Mendel, Morgan
Muito bem escudados nos levaram
A vermos Watson e Crick coroados

Criaram Avery, Chargaff e Luria
Esse mar de ciência navegado  
Como foi de Colombo o achado
Desbravando oceano em fúria

Sejam agora templos edificados
Inundando espaços com cantos
Em louvor de tantos iluminados
Velas acendam a esses santos

2 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *